Um cachorro de rua

Olá queridos, tudo bom com vocês? Eu estou bem na medida do possível, afinal minhas aulas começam segunda, estou tentando não ter um enfarte logo agora porque é o meu último ano, em pensar que terei que me esforçar muitas mais do que tento para passar no maior pesadelo que qualquer estudante, o Enem.
Outra coisa, eu estou muito feliz porque a minha, quer dizer nossa maravilhosa Rihanna lançou sua música nova com o Drake, meu shipper gente, do finalmente álbum dela, mais não teve só isso, seu álbum em si vazou, 16 faixas vazadas do famoso ANTI, eu ainda não caí em mim, meio que eu não estava nem um pouco preparada para uma facada dessas, o mais estranho é que ainda virão mais faixas do álbum "vazado", ela quer fazer um tipo de joguinho conosco, então só digo uma coisa, não estou entendendo nada, mais pelo menos lançou músicas, corram para escutar juro que elas são maravilhosas.
Estou preparando um post sobre esse assunto, música! Então para não deixar ele abanando por semanas mais uma vez fiz uma série da minha linha de textos, como sempre do meu estilo animalesco, então meio que achei os bichinhos juntando com algo simples como inspiração.



Doce animalzinho, pequeno, peludo e com grandes olhos, no caso apenas um olho no qual consegue visualizar as paredes de sua caixa manchada de xixi e outras coisas que á faz ter um cheiro horrível, pensando bem o xixi é o odor do papelote não incomoda, enquanto a chuva caía numa calada da noite, só dava para ouvir os carros passando jogando água para todos os lados da calçada, chegando a molhar a caixa em que o filhotinho estava, depois mais outro a molhou, e depois outro, até os faróis já terem desaparecido e do animal se erguer e tentar fugir.
Não foi difícil agora, a caixa de papelote não estava mais tão dura, bastante mole, o bichinho fez seus primeiros esforços, começou a cavar na parede da caixa, como se estivesse abrindo um futuro buraco para guardar um futuro osso, o animalzinho latia impaciente até conseguir fazer a caixa balançar e se virar.
O pequeno vira-lata mal poderia enxergar ou cheirar, era tão indefeso quanto um bebê humano, sentia a necessidade de estar com sua mãe e seus doze irmãozinhos, mais todos foram levados pelas crianças cheirosas, menos o pequeno, por conta de seu olho branco que chamava bastante atenção, um defeito no qual fez todos se afastarem, agora se sentia como um patinho feio, perdido, sem mãe, sem ninguém, apenas vagando e chorando como qualquer filhote longe do leite materno faria.
Mas diferente deles, não tinha uma cama quentinha como seu irmãos de bons olhos tinha agora, não tinha leite ou água limpa, não tinha um deliciosos osso para encher de saliva e roer com seus pequenos dentinhos afiados de leite, nem tinha ninguém para chamar de amigo e se aconchegar.
Luzes fortes invadiam a única retina que lhe foi concebido, nem sabia por onde andava agora, sentiu uma imensa dor invadir sua patinha traseira, sem saber o que era o filhote só correu, uivou e choramingou ainda mais, estava machucado e não tinha ninguém que o amparasse, apenas a chuva gelando seu corpo coberto por pequeninos pelos pretos misturados com branco.
O cachorrinho deitou-se e lambeu sua patinha machucada, queria parar de chorar, ninguém ouviria seu choro, mais não desistiu, uivou mais e mais vezes como se fosse uma melodia.
Um garotinho pequeno, com roupas estranhas e encharcadas se aproximou do animal, logo o pegando no colo e o acariciando, o pequeno de colo abanou o rabinho e começou a sentir algo novo, não se sentia mais perdido, e sim protegido por aquelas mãos molhadas que passavam pelo seu fofo corpo, agora com um novo amigo, que cuidaria dele para sempre.

14 comentários:

  1. Confesso que me emocionei ao ler o post. O meu cão faleceu há uma semana e ainda dói demais :/
    http://bloguedacatia.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena, ano passado tive que dar meu cachorro, e MT triste perder um amigo assim!

      Excluir
  2. Lovely blog!maybe we could follow each other if you want, just let me know and I'll follow you right back :)
    Laura xx
    http://gowestyoungcowgirl.blogspot.it/

    ResponderExcluir
  3. Eai Maria, tudo bem?
    Eu não consigo ler coisas do tipo(meio homo isso), eu me sinto muito triste e com raiva por pensar que existem "seres humanos" se é que posso chamá-los disso, que tem a coragem de abandonar um bichinho tão inocente.
    Pra finalizar, da uma passadinha lá no blog, criei ele recentemente, e conto contigo para me ajudar a crescer!

    Um abraço,
    Arthur Valente.

    http://late--confessions.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Aí meu coração se parte em vários cacos quando leio ou vejo algo do tipo. Semana passada abandonaram uma cadela na minha rua. Minha mãe pegou e então eu e ela cuidamos o máximo que poderíamos. Mas acontece que já temos dois cachorros e não íamos conseguir cuidar de mais um. Arranjamos um lar para ela.
    Todo ser é importante nesse mundo e claro, deve ser tratado como tal.
    Beijo,
    paraisodemenina.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim que linda ação sua, merece um prêmio!
      Beijos

      Excluir
  5. Foi só um piscar de olhos pra eu quase chorar lendo a história.
    Adorei, não, amei, é, pode até ser uma estorinha fraca para alguns, mas pra mim foi muito triste, isso porque eu tenho uma cadelinha de uns sete anos, cuido dela a mais ou menos um ano, ou dois. E estou separado dela, e só voltarei a ver ela no carnaval. Sua história me fez pensar em como ela tá, mas ela está em ótimas mãos por enquanto.

    E sobre Anti, eu baixei pelo Tidal e tô viciado em algumas músicas. Mas voltando ao assunto, adorei o texto, e vou ver se não tem mais no blog pra eu ler ^^

    Bjjs e abraço

    .fugaz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, chega a dar uma dor no coração mesmo!
      ANTI ESTA PERFEITO DEMAIS!
      Beijooos

      Excluir
  6. Olá, sweetie! ♥ Eu estou bem, obrigada. Eu ainda vou ficar de férias por algum tempo e logo também vou iniciar meu último ano e o vestibular... Foda. Eu ouvi uma música só do álbum novo da Rihanna e até que achei legalzinha, mas não é muito meu estilo, sabe?

    Que texto lindo, meu Deus. Sempre tenho apreensão com esses textos que envolvem animais porque muitos têm finais trágicos, mas esse seu me emocionou para o bem. Parabéns.

    Carinhosamente, Jheni. [e m p i r e k.] & [ 1 5 o u t o n o s]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, rihanna fez um estilo super diferente para o ANTI, pegou todos de surpresa!
      muito obrigada por ter gostado!
      Beijos

      Excluir

♥Vai comentar EBAAAAAAAA ♥
♥Não aceito tags ou selinhos♥
♥Não entro em blog que comenta "segue to te seguindo"♥
♥Por favor siga o blog ♥
♥Deixe o URL para eu entrar no seu também ♥
♥Beijos e volte sempre ♥♥